Quinze dias após ser esfaqueado em uma tentativa de latrocínio – roubo com morte – no Distrito Federal, o jornalista Gabriel Luiz se manifestou publicamente pela primeira vez sobre o caso nesta sexta-feira (29). Por meio de uma rede social, ele agradeceu o carinho de quem torceu por sua recuperação, explicou que o retorno à UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital onde se recupera é uma medida cautelar e disse que tem "voltado pouco a pouco pra rotina de antes".

"Oi, pessoal! Aqui é o próprio Gabriel. Queria agradecer o carinho, a torcida e as orações de todo mundo. Vocês não imaginam o tanto que isso faz a diferença! E fico sem palavras com tanto de gente que me quer bem", escreveu. O jornalista afirmou também que "cada dia no hospital tem sido um desafio diferente. Há dias de batalha e de descanso."

Sobre o retorno à UTI, o  jornalista disse que tem tido picos fortes de febre, com calafrio, nos últimos dias. "É o corpo reagindo! E pra ser acompanhado mais de perto e mais rápido, a decisão foi a de voltar temporariamente pra UTI. Devo retornar pro quarto normal em breve, mas só quando acharem que tá sob controle", escreveu Gabriel.

Bom humor

Na mensagem final, ele escreveu que tem "voltado pouco a pouco pra rotina de antes". Disse ainda que está "andando sozinho normalmente, lendo, cantando, jogando dominó e caprichando nos trocadilhos ruins". E ainda brincou: "Meu foco de hoje é a janta: pizza margherita. Quer coisa melhor? Obrigado a todos. E nos vemos em breve!".

umor