Em postagem nas redes sociais, o senador Renan Calheiros (MDB) chamou o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, de “golpista”. Calheiros repercutiu a decisão, do presidente em exercício do TJ/AL, desembargador, José Carlos Malta Marques, mantendo a eleição para governador-tampão na próxima segunda, 2 de maio.

“A independência dos poderes é sagrada. Quarteladas, afrontas aos poderes e desacato às decisões judiciais são condutas de tiranos em qualquer lugar. O TJ/AL acaba de incinerar o golpe de Arthur Lira para impedir a eleição para o governo de Alagoas na forma da Constituição”, escreveu o senador.  

A decisão do presidente do TJ/AL foi publicada nesta sexta-feira (29) e atende parcialmente um pedido de suspensão de liminar movido pela PGE


O ex-governador Renan Filho (MDB) também usou as redes sociais para manifestar apoio “a suspensão de liminar de primeira instância que restabelece a Constituição, o Estado de Direito e reafirma o compromisso com os valores republicanos e democráticos"