presidente Jair Bolsonaro indicou, nesta quarta-feira (23), o deputado federal Nivaldo Albuquerque (PTB-AL) para exercer a função de vice-líder do governo na Câmara dos Deputados.

A mensagem foi enviada pelo presidente à Câmara dos Deputados e publicada no Diário Oficial da União. Albuquerque assumirá a função antes ocupada pelo deputado Marcelo Moraes (PTB-RS).Com a mudança, são vice-líderes do governo na Casa os deputados federais José Medeiros (Pode-MT), Evair de Melo (PP-ES), Giovani Cherini (PL-RS), Joaquim Passarinho (PSD-PA), Greyce Elias (Avante-MG), Lucio Mosquini (MDB-RO), Gustinho Ribeiro (Solidariedade-SE), Marreca Filho (Patriota-MA), Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM), Carla Dickson (PROS-RN), Sanderson (PSL-RS), André Ferreira (PSC-PE) e Jose Mario Schreiner (DEM-GO). A posição de líder, por sua vez, é ocupada por Ricardo Barros (PP-PR).

No Senado, Bolsonaro ainda não tem um titular na posição de liderança do governo na Casa. O último ocupante do cargo foi o senador Fernando Bezerra (MDB-PE), que deixou o posto após perder a disputa por uma vaga ao TCU (Tribunal de Contas da União). O parlamentar não teve apoio do próprio governo e levou apenas sete votos, enquanto o vencedor, Antonio Anastasia (PSD-MG), teve 52.

Depois, o Palácio do Planalto convidou o senador Alexandre Silveira (PSD-MG), que assumiu a vaga deixada por Anastasia no Senado. No entanto, o político recusou o convite feito por Bolsonaro. A vaga, agora, está entre Marcos Rogério (PL-RO) e Eduardo Gomes (MDB-TO).