Denunciado pela Procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por agressão no duelo contra o Juventude pela última rodada do Brasileirão 2021, o lateral Fagner pode desfalcar o Corinthians por até 12 jogos.

O julgamento está marcado para a próxima segunda-feira (24) e a pena, que vai de quatro a 12 partidas, só valerá para campeonatos organizados pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), como o Brasileirão deste ano e a Copa do Brasil.  Na partida em questão, no dia 9 de dezembro, Fagner foi expulso aos 45 minutos do segundo tempo por ter chutado o atacante Capixaba. Na súmula, o árbitro Rodolpho Toski Marques escreveu que "o jogador expulso resistiu em deixar o campo de jogo, tendo que ser contido e retirado pelo quarto árbitro da partida".

A Procuradoria do STJD enquadrou o lateral no artigo 254-A do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que trata de "praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente". Também na próxima segunda-feira, o Corinthians será julgado no STJD. O Timão será réu por causa de objetos que foram atirados em campo pela torcida na penúltima rodada do Brasileirão, no duelo contra o Grêmio, na Neo Química Arena. A pena prevista é de multa que vai de R$ 100 a R$ 100 mil.