Criadores de gado de Alagoas tem até o próximo dia 16 de julho para vacinar bovinos e bubalinos contra a febre aftosa.

Conforme a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) até na última segunda-feira, 05, alagoas havia vacinado 71% dos animais, mas a meta é imunizar 100% do rebanho, que atualmente é de 1,2 milhões de animais.

Em 2020, na primeira etapa, que ocorreu no mês de maio, a cobertura vacinal foi de 97,1% e na segunda, ocorrida em novembro, o índice foi de 97,7%, considerado o maior do Nordeste.

A Adeal informou ainda que a primeira etapa da campanha de vacinação de 2021, que ocorreu em maio passado, foi prorrogada por mais 30 dias, sendo estendida durante todo o mês de junho por conta da escassez de vacinas nas lojas de revenda. Mas, diante da continuidade do problema, uma nova prorrogação de 15 dias foi determinada pelo Ministério da Agricultura, levando a primeira até o próximo dia 16 de julho.

Com a vacinação prorrogada até 16 de julho, o prazo de declaração foi prorrogado para o dia 15 de agosto.

Sem vacinar e ou declarar a vacinação, o produtor paga uma multa, fica impossibilitado de retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA) e impedido de circular e ou comercializar os animais.